Seja Bem Vindo!  

Omooto do Brasil

"Seja você aquela pessoa que consegue assobiar uma canção feliz mesmo em momentos de crise"

 

Hidemaru DEGUCHI

Atividades

Eventos

Uta Matsuri

Em outubro de 2010, o Brasil terá a honra e a missão de receber e realizar uma das cerimônias mais importantes da Oomoto: o Uta Matsuri.

 

Para se entender um pouco mais sobre este importante evento, precisamos conhecer sobre sua origem e significado.

 

uta significa “canção”, “canto”, “poema”, “poesia”.

 

Já – matsuri significa “festa”, “festival”. Sendo assim, Uta Matsuri significa “Festival de Uta”.

 

O uta mencionado refere-se ao Tanka, que literalmente significa “poema curto”, cuja estrutura é formada por 31 sílabas, dividida em 5 versos, seguindo a sequência de 5, 7, 5, 7 e 7 sílabas cada.

 

O Uta Matsuri era realizado no Japão antigo, desde a Era de Nara (646 – 794) até a Era Heian (794 – 1185), entre as vilas e grupos tribais, objetivando pacificar e confortar as almas dos deuses e dos povos da vila, inclusive a purificação de todos os pecados.

 

Em 1935, o Festival de Uta foi restabelecido segundo seu rito tradicional por iniciativa do Mestre Onisaburo Deguchi, Cofundador da Oomoto, em Kameoka, Japão, como uma Shinji, ou uma obra divina, desejando união e harmonia com Grande Deus.

 

O núcleo central do Festival é o Yakumo-shinka, o poema sagrado sobre o qual desce o Senhor Deus. Tradicionalmente, este é o primeiro uta escrito no Japão, estando registrado na obra clássica mais antiga do país e é cantado ao ritmo de um tambor-de-arco, o mais antigo instrumento de percussão.

 

O Mestre Onisaburo Deguchi explica que esse uta exprime o seguinte desejo:

 

Em qualquer país acumulam-se muitos obstáculos materiais e morais, onde pairam ainda negras nuvens. Retiremos as barreiras entre os países, entre os homens, e construamos um mundo de paz, onde Deus e homens vivam com alegria e harmonia.

 

No meio do cenário estão erguidas barreiras formadas por shikishi (artísticas folhas quadradas de papelão) coloridos, por meio dos quais são oferecidos diversos uta. No centro, sobre o degrau superior, encontra-se o Yakumoshinka. Este uta sagrado é circundado de todos os lados por muitos outros poemas dessa espécie, expressando o desejo de paz. Depois que dançarinas realizam a purificação, cantores de ambos os sexos entoam serenamente os uta oferecidos, os quais formam as barreiras, sendo acompanhados pelo som do tambor-de-arco e do yakumokoto (instrumento de duas cordas).


 
 
Missas
Sede: Rua Fernando Pessoa, 720 - Vila Santo Antonio - Jandira - SP
Telefone: 0xx11 - 4707-2410
Copyright© 2010 Associação Religiosa Oomoto do Brasil